Vendas do comércio crescem 0,7% em agosto, na quarta alta seguida

Posted on 16/10/2009. Filed under: Economia |

Juros ao consumidor caem pelo 8º mês consecutivo, para 7,01% mensais

Fabiana Ribeiro

As vendas dos supermercados puxaram o resultado do comércio em agosto. Segundo o IBGE, o volume de vendas do varejo brasileiro subiu 0,7% em relação a julho, na série com ajuste sazonal, no quarto mês seguido de expansão. No ano, o setor acumula alta de 4,7% e de 5,4% nos últimos 12 meses.

— O desempenho do comércio ainda está abaixo do período pré-crise. Mas o setor está melhor que a indústria. O que é resultado, especialmente, de avanços na renda e no crédito — disse Nilo Lopes, técnico do IBGE.

Frente a agosto de 2008, as vendas cresceram 4,7%. Das oitos atividades do varejo, seis apresentaram altas nessa comparação. Destaque para o setor de supermercados, com 8,5%.

— A inflação menor favoreceu a venda de alimentos. Esse setor praticamente não sentiu a crise — disse Lopes.

Ele lembra ainda que setores que dependem de crédito ainda têm sequelas da crise financeira global. É o caso de tecidos, vestuário e calçados (-5,8%).

— Já o comportamento das lojas de móveis e eletrodomésticos mostra leve recuperação. Em relação a agosto de 2008, há alta de 0,6%. No ano passado, os avanços estavam na casa de dois dígitos — acrescentou.

Para Silvio Sales, da Fundação Getulio Vargas, “os índices mostram, de forma inequívoca, a importância da demanda doméstica na sustentação da atividade econômica do país”. Sales lembra que, desde o início da crise, as vendas do varejo ampliado (que inclui veículos e construção), só recuaram frente a igual mês do ano anterior em três ocasiões: novembro (-4,2%) e dezembro (-1,2%) de 2008, e em abril de 2009 (-0,8%).

Levantamento da Associação Nacional dos Executivos de Finanças (Anefac) mostra que os juros cobrados de pessoa física caíram em setembro pelo oitavo mês seguido, para 7,01% mensais (125,47% ao ano) apesar de a taxa básica do país (Selic) ter ficado inalterada em 8,75% anuais. O cartão de crédito é a única modalidade sem queda na taxa nos últimos sete meses, com 10,56% ao mês (233,56% ao ano).

COLABOROU Mariana Schreiber

Anúncios

Make a Comment

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...

%d blogueiros gostam disto: